terça-feira, 12 de abril de 2011

O débil-mental de Realengo

Quem foi Wellington Menezes de Oliveira? Porque ele fez o que fez? Será que atos terroristas fundamentalistas islâmicos serão constantes em nosso país? Devemos odiar os mulçumanos? (...) Essas, e mais outras perguntas ecoam na cabeça daqueles que não possuem mais nada na cabeça, além disso, no momento. Porque amanhã, o Gugu descobrirá uma criança anã com envelhecimento precoce em algum recanto do país, a vestirá como uma boneca e a fará rodopiar pelo palco para o contentamento do povo. Que comovido da bizarra descoberta não vai falar de outra coisa... Até que o TV Fama, traga revelações bombásticas do vencedor do BBB – esse; mês que vem ninguém se quer lembrará dele...

Malucos sempre haverão por aí. Aqui mesmo, perto de casa, tem um que pensa ser uma ambulância. Vive correndo pelo meio do trânsito imitando uma sirene com a boca. Vai que um dia ele resolve atropelar alguém? O tal de Realengo resolveu fazer, e com isso tornou-se personagem de uma trama digna de novela ou de caso especial, pra daqui a trinta anos... - Quem sabe até vire filme... Mas a polícia se esmera, coloca seus melhores homens no caso para contentar a população sedenta pela verdade... Enquanto a TV faz especiais com profissionais renomados, entrevista os envolvidos e cria uma rede de mistérios em redor do caso. Ocultando assim verdades muito mais importantes, que mereceriam a mesma comoção do público... Digo da prostituição infantil que assola o nordeste brasileiro, dos meninos do tráfico de drogas carioca, crianças trabalhando forçosamente em fornos de carvão ou pedreiras... Ou não é uma verdadeira tragédia que altas horas da noite tenha uma criança esmolando nos bares ou nos sinais de trânsito? E não só em bares, como também são vistas assaltando nas vielas, viciadas em crack dormindo por baixo de marquises. Morrendo aos poucos na loucura que a sociedade os impõe por sua escolha de governo. Só que isso é notícia velha e já estamos fartos de conhecer. - Difícil vender jornal!

A mesma mídia que cria mitos, destrona presidentes e fabrica heróis, acaba por nos dizer, de uma maneira ou de outra, aquilo que devemos pensar. Pois estamos muito preocupados acompanhando as novidades que nos fazem ter assunto pra conversa; já que pensar por conta própria dá trabalho demais... Melhor mesmo é saber da Sônia Abrão o que os vizinhos da tragédia ou ela mesma (ironicamente) têm a dizer... O tal homicida do Rio deveria ter aberto as feridas de nosso frágil sistema educacional, mostrar parte do perigo que correm professores e alunos ou a ingerência do governo. Mas ao invés disso, alimentou mais um circo de inverdades que mantêm o povo distraído do mal que realmente existe. Pois aquele cara, não passava de um demente bombardeado pelo mundaréu de perguntas que envolveram, e até hoje envolve, o episódio do 11 de setembro; amplamente divulgado na mídia da época...

Alguém, certa vez disse que a TV era uma fábrica de fazer doido - e não é que é verdade! Veja o que a televisão fez com aquele menino... – qual é mesmo o nome dele?

3 comentários:

marcele disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marcele disse...

A mídia nos fornece informações de todos os tipos, menos aquelas das quas precisamos. Uma hora falam de um acontecemento catastrófico como o tsunami no Japão, depois estão entrevistando algum rico famoso que conta seus "problemas" e o que o afastou da tv etc. Controlada por poderes maiores exercem controle sobre mentes controláveis, e nos manipulam dizendo meias verdades, quando na verdade nunca é o que realmente precisamos. Dizem que a educação está melhorando, mas a colocação do Brasil em hankings de educação continua baixíssima. Dizem que de 10 jovens, 3 se recuperam de vícios e se tratam de traumas, enquanto os outros 7 sofrem influência e influenciam outros 7. Mas uma mente perturbada explodiu e certamente nenhum programa de auto ajuda serviria para aquele jovem.
Todos muito preocupados com o que aconteceu a semanas, nenhuma verdade esclarrecida e nada mudou.

Thayná Duarte disse...

Quase pior que o ato brutal cometido pelo franco atirador são alguns comentários sobre a notícia: "Fizeram uma Lavagem cerebral no rapaz. Evidente que existia fundamentalismo e foi pivor desta situação. Existe no meio religioso por ai afora, diversos jargões, denota muito o fanatismo entre grupos".
Como podemos ver a própria mídia disse que teve uma professora da própria escola, que declarou que a escola era totalmente segura, com câmeras e seguranças. Onde estavam os seguranças? As câmeras não eram monitoradas? Só gravavam? Deveriam ser monitoradas para numa emergência como esta, os seguranças abortarem o massacre. Essa segurança é inoperante como muitas, é uma enganação, tanto é que aconteceu essa desgraça. O fato é que estamos todos à mercê de psicopatas de toda sorte e de todos os matizes,à medida que o sistema exaurido transformou-se numa mega fábrica de loucos e bandidos.Só no trânsito brasileiro morrem 160 seres humanos ao dia. Há muito tempo o modelo vem levando muita gente à loucura, aos cemitérios, aos hospícios e às cadeias.E enquanto os “responsáveis”continuam se comportando como avestruz, apenas fazendo xixi no sapato dos outros,a loucura alastra-se a cada vez mais no meio social.
Queria muito saber como que um desgraçado destes portava dua armas e muita munição? no Brasil quem está desarmado e desprotegido é o cidadão de bem, e o meliante acho que tem estoque de armas e munições. Onde está a lei do desrmamento, ah… já sei… achei.. no papel.