quarta-feira, 4 de maio de 2011

O que vai entrar para história

Nessa semana o conhecido terrorista Osama Bin Laden deixa o mundo para entrar para história, provavelmente como o maior vilão do pós-guerra. E daqui a mais ou menos cinqüenta anos os americanos irão comemorar em feriado nacional o dia em que os heróicos soldados da América, chefiados pessoalmente pelo astuto presidente Obama, livraram o mundo da besta sanguinária que ameaçava toda a humanidade. Mas uma vitória da democracia e sua afiada espada da justiça... Só que ainda estamos no presente e não sei se estou disposto a aceitar “numa boa” mais essa esparrela vinda com os ventos do norte.

Pois se não foram os próprios americanos que fizeram o monstro, armando e treinando o Bin Laden a fim de conter o avanço do comunismo? Transformaram um louco milionário num carismático líder mulçumano em pró de seus interesses econômicos – deu no que deu! Assim mesmo aconteceu com o Sadan, mais um monstro destronado pelos incansáveis justiceiros, posto em seu trono pelas mesmas mãos que o tiraram. Desta mesma forma foram concebidas ditaduras perversas, tudo para que a máquina bélica que sustenta a frágil economia americana não pudesse parar. Regimes ditatoriais que hoje em dia assombram o mundo por sua tirania foram todos aliados do governo americano – o que não deixa de ser irônico! Como é ver o povo de lá, nas ruas, comemorando o grande feito. Felizes pela vingança contra aquele que ceifou tantas vidas inocentes. Ignorantes e orgulhosos, os americanos não conseguem enxergar a responsabilidade em concordar com as ações dos homens que elegem. De qualquer maneira continuam sendo também responsáveis por todas as mortes, inclusive as em seu próprio solo. Enquanto isso o presidente Barack Obama caminha a passos largos à reeleição para assegurar o “American Way of life”.

E não me admira nada que os ataques terroristas continuem com força total depois desse evento, só para mostrar ao mundo que o terror não morreu. Provando a todos os habitantes do planeta Terra que nós precisamos da América como polícia. Por isso, acredito que essa grande nação erguida como um colossal castelo de cartas há de ruir e expor sua verdadeira face ao mundo. Que necessariamente merece uma história contada de maneira mais humana e digna. E se não for assim, que ao menos seja escrita com a verdade, pra que aqueles do futuro possam poder decidir quem é o vilão dessa estória que hoje estamos prestes a engolir.

Por: Rogério Mansera

8 comentários:

Rubinho magoo disse...

Mais uma farsa foi montada.Será mesmo que o famígerado osama foi morto? sei lá tenho minhas dúvidas, quer dizer,eu e o resto do mundo. Bem pelo menos uma coisa eu sei,não existe vizinho melhor que o bin,nunca ninguém viu o cara, o maluco devia sofrer de sídrome do pânico,pois viveu anos sem ninguém notar sua presença,ah! como eu gostaria de ter um vizinho assim, agora eu sei o sentimento da banda green day quando fez a música "american idiot".

Andressa Copelli disse...

Interessante, eu lia uma matéria em dezembro de 2010 que dizia que a popularidade de Obama já era menor do que a de Bush, e agora 'pós-suposta-morte' de Osama, sua popularidade aumenta mais que a inflação brasileira, conviniente não?!

camila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
camila disse...

Camila Rangel Turma:2001

Eu acho que os EUA deveria para e pensar um pouco. Os caras la sao loucos eles adoram dizer que tem inimigos. Se tiver dois paizes brigando eles vam la e se metem so para dizer que tem inimigos que estão em guerra ai depois querem pedir paz.
Eu achei uma sacanagem terem matado o Osama. Porque aonde foi para os direitos humanos, e o que me deu mas raiva que eles ficaram comemorando ta bom ele era um terrorista, mas se ele se transformou em um monstro foi culpa deles ai agora eles pegam e matam o sujeito como se eles fosem santos. Ai eu pergunto aonde foi para a lei dos direitos humanos?.

LETICIA disse...

Descobrir que OSAMA BIN LADEN morreu foi com ceteza um alívio pra todos,pois ninguem poderia saber onde seria seu próximo ataque, dficil é saber quando vamos poder deitar tranquilos em nossos travesseiros,sair para trabalhar, ou para qualquer outro compromisso com a mente leve sem medo de abusar de sua liberdade.

Sílvia Letícia
Turma:2001
E.E.O. João Vicente

NANDA disse...

Eu acho que sinceramente,que o Obama já fez o que tinha que fazer,ele foi eleito porque prometeu por um fim nessa guerra,só que isso foi um golpe de publicidade dos governantes dos Estados Unidos porque o Osama morre hoje,amanhã já tem um pior que ele.


Aluna:Beatriz santos T:2002
Colégio joão vicente

NANDA disse...

Sinceramente eu não acredito que Osama tenha de fato morrido, e mesmo que isso tenha ocorrido, as guerra não param por ai,pois temos ai o exemplo de Sadan, pois ele morreu e as guerra continuaram, tenho certeza que com o Osama não vai ser diferente, e como sempre os Estados Unidos estão se saindo como os bons.

aluna: Leticia Pereira
Turma:2002
C.E.O. João vicente

Te amoo disse...

O fato da morte do OSAMA BIN LADEN foi um tanto quanto histórico e chocante pois ele era um cara publico que cometeu alguns crimes e se tornou uma pessoa famosa pelos seus atos de terrorismo. e a morte dele foi uma grande vitoria para alguns americanos e daqui a alguns anos teremos outros terrorista igual ou pior do que ele.

Thamirys Ludgério
Turma:2001
E.E.O. João Vicente