sexta-feira, 20 de maio de 2011

Gays X Heteros... De que lado você vai ficar?

Engraçada nossa sociedade, composta de pessoas sem juízo. De um lado o Governo instituído pelo todo, quando lança o Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT. Do outro lado está o quase lunático deputado Jair Bolsonaro. O Governo defende o direito dos Gays e afins e o Bolsonaro defende o direito dos heterossexuais e afins... A sociedade está sendo chamada a se posicionar e as opiniões se multiplicam, vemos nas redes sociais as mais acaloradas manifestações de repúdio e apoio ao deputado. Gente que abomina a idéia de ver seu filho seduzido pela sórdida trama homossexual e gente que acha a idéia da diversidade linda, mas que no fundo rezam para não ter um filho veado! Portanto faço a grande pergunta: De que Lado você vai ficar?

Afirmo que qualquer que seja o vencedor, a sociedade sairá sempre perdendo...

O Governo Federal diz que: “A elaboração do Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais tem como base as diretrizes e preceitos éticos e políticos que visam à garantia dos direitos e do exercício pleno da cidadania.”...

Como se a palavra “Gay” não fosse capaz de definir esse grupo de pessoas que, até por nomenclatura, prefere distinguir-se entre eles próprios. E como se esse Governo fosse capaz de garantir direitos de alguém que não fossem um dos seus integrantes... Pois para quem não sabe: saúde, educação, segurança, entre outros são direitos garantidos pela constituição federal... - ou vai dizer que o governo os provém disso tudo?

Digo, com a qualidade que nossa pesada carga tributária sugere que tenhamos. Este assunto pra mim soa como uma grande piada. Por isso acho tão engraçada a nossa sociedade, que prefere discutir e se mobilizar quando vêem feridos os sentimentos de uma minoria. Esquecem que os direitos coletivos, esses, o Governo, até hoje, parece não dar a menor importância.

Vejo que problemas de aceitação às diversidades são de ordem educacional. Mas como exigir uma boa educação se as escolas estão depredadas, se os professores são vistos como fracassados em função da miséria que recebem, se os pais de hoje são frutos do mesmo sistema educacional que até hoje impera.

À sociedade é relegado saber apenas como votar; Matemática: “digite os números”; Português: “se aparecer a foto de seu candidato aperte o verde e confirme...” A essa sociedade, basta saber qual será o final da novela, se tem jogo do Brasil, se algum maluco cometeu uma chacina, ou se um homofóbico retrógrado quer impedir a progressão da tendência gay que assola o país...

Já o tal Bolsonaro é pra mim um representante legítimo da ideologia de uma porção de pessoas. Um homem público de caráter ilibado, jamais se viu envolvido em falcatruas ou foi alvo de comentários desabonadores de sua conduta. Defende suas idéias, que vem a ser a de seus eleitores, fazendo jus a que se espera de um deputado. Acho que essa parcela da sociedade merece tanto respeito como qualquer um de nós. Ao invés disso, o Deputado Jair Bolsonaro é satanizado pelas intolerantes pessoas que abominam o preconceito. Parece até piada!... Talvez chegue o dia em que pessoas que não pertencem a nenhuma minoria venham a ser minoria. E terão que protestar para terem seus direitos reconhecidos... Enquanto os direitos coletivos ficam relegados à vontade de Deus... Quer saber... Eu já sei de que lado vou ficar...

Vou ficar do meu lado!

Por: Rogério Mansera

9 comentários:

Patricia Ariel disse...

Acho que a questão não é bem ficar de um lado ou de outro. Acho que qualquer pessoa que sonha com uma sociedade igualitária, em que homossexuais não precisem apanhar ou até ser mortos por se relacionarem em público ou por "cantarem" heterossexuais por engano, que acha que eles tem direito a casamento civil, e outras coisas que os heterossexuais tem por garantidas mas que são tão triviais que ninguém nem percebe como "direitos", receberia qualquer lei igualitária com alegria. Não sei como anda a polêmica toda aí no Brasil, mas li alguns artigos sobre a postura do Bolsonaro, que achei absurda, fascista, retrógrada, conservadora, cópia absoluta do que a direita radical dos EUA usa por aqui. Acho uma pena que as pessoas gastem tanta energia promovendo intolerância e ódio.

Eu estou do lado do bem.

Michele Brasil T:3001 disse...

Eu acredito em boa educação, porém nesta questão eu não tomo partido de lado algum, cada um tem seu modo de pensar e sempre há de ter uma pedrinha no caminho de quem quer que seja, eu também não gosto do preconceito, sei que as pessoas têm o direito de viver como bem quiser e suas escolhas não cabem ao interesse de ninguém;não tomo partido algum afinal se todos pensassem da mesma forma o mundo seria chato muito chato é claro sobre o assunto no qual aqui é falado.

Rubinho magoo disse...

Olha meu caro, os lares brasileiros estão sendo bombardeados por uma propaganda homossesual, abertamente e subliminarmente, a rede globo devia mudar seu logotipo para rede gay.Vou dar um exemplo, a famosa marcha da maconha é defendida pelos úsuarios da erva, confesso á vcs que sou totalmente contra, pois pra mim é apologia para uma determinada parcela da sociedade, principalmente criança,se o cara é úsuario não precisa fazer propaganda abertamente. É isso que está sendo questionado acerca do assunto homossesualismo, a "apologia".Olha tomara que esse tiro não saia pela culátra, em vez de conscientizar, criem pessoas com ódio de gay, aí sim, vamos ter um problema, é por isso que eu estou do lado do bom senso.

Ubi Pater Sum, Ibi Patria disse...

Parabéns, meu caro!!!

Acho muito proficiente tuas observações. Sabemos inconcebível a homosexualidade sem a praxis homosexual. Esta é, desde os prolegômenos da civilização, peversa e hedionda, consoante o testemunho unânime dos séculos. Querem estes séculos os da ignorância e do terror. Sofisma!... Lembremos: A civilização que faz aos uranistas a concessão de seus "Direitos Civís" é a que deitava lenha as fornalhas de Sobibor... de Auschwits. Esta tolerância co´os sodomitas é d´um sórdido cinismo, e eu a lamentava se não soubesse da deliciosa cumplicidade destes co´o seu implacàvel sedutor: o Estado de Direito. Eis aí idiossincrassia do homosexualismo, de que é uma caricatura o homosexual:títere que a ladinice do ventríloquo anima. Não vou por esparadrapo no sesso de ninguém, assim que não pretendo que me apaguem a Lãmpada de Diógenes.

Abraços.

tubarao disse...

Realmente, não sei até que ponto as pessoas de ambos os lados estão exercendo o seu direito à liberdade de expressão, ou apenas seguindo a propaganda manipuladora. Também vejo que há algo de podre no reino do arco-íris, digo, Brasil, ao promover a intolerância dos grupos que lutam por direitos. Bolsonaro é um escroto incontestável, mas ele tem o direito de defender aquilo que acredita sim, da mesma forma que o outro lado defende suas posições. Agora, falar de homssexualismo para crianças nas escolas, em idades de formação de personalidade, acho um absurdo tremendo! É tão fascista quanto impor ideais de repressão em seres que ainda não possuem noção de certo ou errado. Ao povo das plumas digo para baixar um pouco os paetês e ao povo do Bolsonaro peço para largar as ferraduras! O lado que eu fico, é ao lado do meu copinho de cerveja, faz favor!

Andressa Copelli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Andressa Copelli disse...

Lá vou eu:
De tudo o que se diz contra ou a favor, sigo dizendo que as minorias e suas lutas sejam de gênero, raça ou classe, seriam mais coerentes se questionassem o que de fato importa: ser-humanos. Somos semelhantes e isto é o que realmente deveria ser discutido, é óbvio que o Estado e seus serviços,não estão preparados a atender esses grupos, isso porque não estão preparados para tratar de pessoas e de suas singularidades. De fato não há um lado a escolher, pois que todos os pensantes escolhendo o bom senso o haverão de enxergar num estado democrático e honesto que se estenda a todos...Cousa que dificílmente chegaremos a viver. Triste, porém verdade que a humanidade no seu desenvolvimento,ainda não viu 'O Fim da História' como dizia Friedrich Hegel e que os mais românticos acreditaram se materializar com a queda do fatídico muro de Berlim. Não, foi só uma vírgula, que se nem mesmo atendeu aos Ocidentais que dirá se aproximar dos Islamicos,Orientais com seus fundamentalismos e aos mais diversos povos e suas culturas infindas mundo a fora... Por isso em outros post e comentários tantos, dizia eu que tenho medo dos bárbaros, porque estão em todos os lados brigando por todos os motivos dizimando de formas incalculáveis a vida e o direito de ser humano. Me desculpem se o cometário excede a discussão, porque venho por este demonstrar meu repúdio e aversão a estas coisas pequeninas de pode ou não pode, com tanta gente boa falando sobre isso, achei importante dizer que penso em algo mais.

Marcella Holanda T:3001 disse...

A melhor coisa a se fazer é cada um ficar do seu próprio lado, e procura não se envolver nessa "briga". Pois se você defender os Gays, você é o errado, mas pelo outro lado se você ficar contra eles, você estará sendo preconceituoso. Acho que cada um tem o direito de ser o que bem quiser. E acredito que se as pessoas preconceituosas pensassem dessa mesma forma, o Brasil e o mundo estariam menos violentos.

vanessa disse...

[peorple]VANESSA TURMA:2001 Bom eu estou do lado da minoria essa que hoje é pouca ,amanhã fará parte da maioria;isso se muitas pessoas deixassem outras serem felizes seja elas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais,pois na minha opinião todos tem o direito de ser o que quizer a não ser que essas pessoas dependam de alguém para ser feliz